Para os idosos dos Lares da SSVP ficarem com segurança ‘em casa’, sua ajuda é fundamental

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+

Para os idosos dos Lares da SSVP ficarem com segurança ‘em casa’, sua ajuda é fundamental

Campanha ‘Rede de Caridade’ é criada com intuito de auxiliar as instituições vicentinas que enfrentam muitas dificuldades diante da pandemia do novo Coronavírus

 

As iniciativas relacionadas ao ‘fique em casa’ não alteraram em nada o cotidiano de 34 mil idosos brasileiros. Eles moram em Instituições de Longa Permanência da Sociedade de São Vicente de Paulo (ILPIs/SSVP), também conhecidas por Lares Vicentinos. Como muitos deles não têm familiares ou até mesmo foram abandonados pelos parentes próximos, ‘sair de casa’ não é uma opção. Mas para que permaneçam em segurança onde estão, diante desta pandemia do novo Coronavírus, a ajuda da comunidade será primordial.

          Como ajudar?

A SSVP lança nesta semana o projeto Rede de Caridade. O objetivo é arrecadar recursos financeiros para subsidiar os cerca de 600 Lares que a instituição mantém no país.

As doações serão feitas por meio de uma plataforma disponível no site ssvpbrasil.org.br. É possível emitir um boleto ou pagar pelo Picpay ou cartão de crédito.

Os Lares também aceitam doações em gêneros alimentícios e itens de higiene, a exemplo de álcool em gel, desinfetante e sabonetes.

          Por que ajudar?

Os Lares da SSVP são beneficentes. Os idosos que recebem aposentadoria, por exemplo, podem doar até 70% do que ganham; os que não têm nenhuma fonte de renda são atendidos de igual modo, com todo carinho e cuidado que necessitam.

         Mas este dinheiro da aposentadoria não é suficiente para mantê-los?

Não. A manutenção de um idoso em um Lar custa em média R$2.2 mil, o que inclui gastos com alimentação, remédios, cuidadores, técnicos em enfermagem, nutricionista… é um batalhão de gente trabalhando pelo cuidado dos vovôs e vovós confiados à SSVP.

A maior parte dos idosos aposentados ganham um salário mínimo. Se ele só pode doar 70%, isso significa que ele contribui com no máximo R$700, ou seja, faltam R$1.500 para a conta fechar.

          Não existem outras fontes de renda?

Há Lares que possuem Convênios com Prefeituras, no entanto, alguns Municípios repassam no máximo R$90 por idoso. As instituições sobrevivem, na maioria, com as doações da comunidade que têm ficado cada vez mais escassas diante da pandemia do novo Coronavírus.        

          AJUDE A REDE DE CARIDADE

Como medida de proteção aos idosos, os Lares da SSVP estão temporariamente de portas fechadas à visitação, no entanto, permanecem de portas abertas à caridade e ao cuidado, que neste momento precisam ser demonstrados por meio de doações.

       A SSVP

A Sociedade de São Vicente de Paulo é uma instituição de caridade, formada para dar assistência às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Ela existe há 187 anos em mais de 150 países. No Brasil há mais de 150 mil membros, todos voluntários, popularmente conhecidos como ‘vicentinos’.

Tatielle Oliveira

Assessora de Comunicação

Contato:

Tel: (21) 98463-2747

E-mail: jornalismo@ssvpbrasil.org.br

 
 
 

Deixe uma resposta